Pesquisa
Pesquisa Avançada
Imagens
Em Destaque
Hoje

Turismo, Viagem, Lazer

Matérias com textos e fotos em seis idiomas

Downloads Free

Banco de dados

 

Site desenvolvido por fabricadeideias.com

 

«
  fotografias na categoria

.Ministros Gilmar Mendes, Cármen Lúcia e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congres (11/10/2017)

.Ministra Rosa Weber durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 11/10/2017 - Foto Orlando Brito (11/10/2017)

.Ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 11/10/2017 - Foto Orlando Brito (11/10/2017)

.Advogado Aristides Junqueira durante sessão para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 11/10/2017 - Foto Orlando Brito (11/10/2017)

.Presidente do STF, ministra Cármen Lúcia e a procuradora-geral da República, raquel Dodge durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Cong (11/10/2017)

.Ministro Gilmar Mendes e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 1 (11/10/2017)

.Ministros Roberto Barroso e Alexandre de Moraes durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 11/10/2017 - Foto Orland (11/10/2017)

.Ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Celso de Mello e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revis (11/10/2017)

.Presidente do STF, ministra Cármen Lúcia e a procuradora-geral da República, raquel Dodge durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Cong (11/10/2017)

.Ministro Gilmar Mendes e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 1 (11/10/2017)

.Ministros Ricardo Lewandowski, Luiz Fux e Roberto Barroso durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 11/10/2017 - Fo (11/10/2017)

.Ministros Dias Toffoli e Rosa Weber durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 11/10/2017 - Foto Orlando Brito (11/10/2017)

.Procuradora-geral da República, raquel Dodge durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 11/10/2017 - Foto Orlando Br (11/10/2017)

.Ministro Gilmar Mendes e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 1 (11/10/2017)

.Ministro Dias Toffoli durante sessão no STF para decidir se parlamentares podem ser afastados do mandato por meio decisões cautelares da Corte e se as medidas podem ser revistas pelo Congresso. Brasília, 11/10/2017 - Foto Orlando Brito (11/10/2017)

«
  fotografias na categoria